Neuromarketing

Loja de Bolsa lança a Blackfriday da bolsa feminina

Black Friday (em português, sexta-feira negra)  é o dia que inaugura a temporada de compras natalícias com significativas promoções em muitas lojas e grandes armazéns. É um dia depois do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, ou seja, celebra-se no dia seguinte à quarta quinta-feira do mês de novembro.

 Esta festividade começou nos Estados Unidos e com a ajuda das novas tecnologias e a promoção deste dia por parte das diversas empresas tem estendendo pelo resto dos países do mundo.


Ganhou esse nome pelos policiais que ficavam quase malucos, pois havia sempre muitas pessoas e congestionamentos enormes, já que a data abria o período de compras para o natal.


Apesar de ainda gerar alguma desconfiança, a Black Friday caiu no gosto das empresas e consumidores brasileiros no ano 2010 e sua procura vem aumentando a cada ano. Sua primeira edição movimentou o equivalente a 3 milhões de reais.


Por aqui, a ideia foi trazida pelo publicitário Pedro Eugênio, do site Busca Descontos. Nas primeiras edições, a prática de algumas empresas de aumentar os preços na véspera para cobrar “a metade do dobro” -originando o termo “Black Fraude” – e os problemas de instabilidade dos sites geraram muita desconfiança sobre a veracidade da promoção.


Desde então, as grandes lojas como a Bella Falcão têm reforçado a estrutura de vendas para atender a demanda – empresas como o Google fazem consultorias em tempo real para ajudar nas operações. Os órgãos de defesa do consumidor também estão mais atentos, e fazem inclusive cartilhas de orientação e plantões diante do aumento das reclamações no período. Grandes e famosas empresas lideram o ranking das mais abusivas e enganosas.

Vale pesquisar antes de fazer a sua compra. A loja Bella Falcão inova este ano criando a Blackfriday da bolsa feminina.

Neuromarketing

De fato, sabemos exatamente o poder do marketing e suas imensas estratégias, cada qual tem seu poder, já falamos aqui em nosso blog as diferenças de cada uma e onde elas iram atingir.

Mas você já ouviu falar sobre Neuromarketing? é umas das estratégias mais bem elaboradas para atingir o consumidor. Esse é o segredo entrar definitivamente na mente do mesmo. A ciência tem como um dos seus objetivos descobrir as reações que acontecem no cérebro da pessoa quando ela é exposta a produtos, anúncios e marcas.

Entrar na mente do consumidor. Essa é a proposta do neuromarketing, uma ciência que tem por objetivo descobrir as reações que acontecem no cérebro quando uma pessoa é exposta a produtos, marcas e anúncios. O ideal do NEUROMARKETING é ir além das tradicionais e comuns pesquisas de mercado, nas quais, consumidores respondem apenas a questionários.Todo esse processo acontece por meios de equipamentos que medem os batimentos cardíacos e que captam os arrepios de pele e que acompanham o movimentos dos olhos.

Com isso é possível perceber reações que, na maioria das vezes ficam escondidas sob as palavras. Profissionais de todo o mundo tem mostrado técnicas que descobriram como o consumidor toma decisões.

O tema tem sido estudado fortemente para que empresas de todos os ramos possam atingir o maior número de clientes. O espanhol Antonio Mimbrero, sócio da Salesbrand, uma das primeiras agências de neuromarketing do mundo, prega o seguinte Temos o cérebro racional, que pensa, o médio, que sente, e o primitivo e instintivo, que toma a maioria das decisões. O que tentamos descobrir é como nos comunicar com essa parte primitiva do cérebro.” Segundo ele, a parte do cérebro responsável pela maioria das decisões tem algumas características que precisam ser levadas em conta por quem quer compreendê-la. É, portanto, o foco principal de agências como a dele, que prestam serviço a empresas de vários setores.

Então vamos ao seguinte fato, uma das maiores características do cérebro primitivo é que ele é totalmente AUTOCENTRADO e EGOÍSTA. Ou seja, uma empresa que ao se comunicar com o consumidor, fala apenas das questões de mercado (isso quer dizer, sobre ela mesma), contato que ela não consegue atingir essa parte do cérebro.
O segredo do Neuromarketing entra aí, se essa empresa mostrar ao seu consumidor que seu produto ou serviço pode deixa-lo melhor ou mais forte, isso irá interessa-lo.

Cada comércio tem seu método exato para atrair o consumidor, agora você já imaginou incluir em seu projeto de trabalho, o Neuromarketing, juntamente com Marketing Digital e até mesmo uma forma de Startup?nao-deixe-que-seus-clientes-esquecam-de-voce_logos

O sucesso seria exatamente grande e no qual você incluiria lucros e mais lucros, clientes e mais clientes, com gastos mínimos!