Endomarketing

Como vender pela internet: confira 5 dicas neste guia prático.

-defina um modelo de vendas;

-escolha a plataforma ideal de como vender pela internet;

-divulgue sua marca online.

-construa um site;

-faça um plano de Marketing Digital;

Dica 01: defina um modelo de vendas

O primeiro passo a ser dado quando o assunto é fazer vendas pela internet é definir o modelo de vendas que será aplicado. Afinal, existem variadas formas de ganhar dinheiro online e apontamos aqui os principais.

-Atraia o seu público certo

Pensemos numa loja física que ofereça um produto de varejo. Para que ela o venda, é necessário atrair as pessoas para que entrem no estabelecimento, certo?

Na internet não é diferente, a venda ocorre a partir do momento em que as pessoas passam a acessar os seus canais online. Mais adiante explicaremos como isso deve ser feito

-Quais produtos e serviços você pode vender pela internet:

Por meio das plataformas de Marketing de Afiliados, você consegue, como pessoa física ou jurídica, promover as ofertas de lá e ganhar uma comissão cada vez que uma venda é feita. Isso pode incluir desde produtos da Amazon até serviços como os cursos da Hotmart.

Dica 2: escolha a plataforma ideal de como vender pela internet.

Alguns empreendedores pensam que, para obter maiores resultados, é preciso estar presente em todos as plataformas e isso não é verdade. Afinal, essa decisão precisa ser tomada a partir do perfil do seu público-alvo.

Ao saber disso, você passa a saber a quais canais online se dedicar para vender cada vez mais. Vale lembrar também algo muito importante: de todos eles, o site é o mais importante!

“Ué, mas se hoje em dia temos blogs, vídeos, podcasts, redes sociais, entre outros meios de divulgação online, por que justo o site, um dos canais mais antigos da internet, é o mais importante?”

Alguns se fazem essa pergunta e a resposta dela é muito simples. Quando buscamos uma solução na internet, a qual dos meios abaixo recorremos?

-Instagram;

-Spotify;

-Lista de e-mail;

-Google.

Dica 3: divulgue sua marca online

-Como divulgar o seu site via mídia orgânica.Quando o seu site é encontrado de forma natural nos motores de busca, sem a necessidade de anúncios pagos, isso ocorre de maneira orgânica. Para que isso ocorra, seu site precisa estar com uma boa estrutura de SEO.

SEO é a sigla de Search Engine Optimization, ou seja, otimização para sistemas de busca. O primeiro passo a ser dado para ajustá-lo ao seu site é fazer o levantamento das palavras-chave.

-O que são palavras-chave?

Palavras-chave são os termos inseridos em buscadores como o Google para encontrar algum resultado. Por exemplo: se você deseja achar resultados para tênis de corrida, esta é a palavra-chave que você insere na barra de busca.

-Como divulgar o seu site via mídia paga?

Os resultados de SEO funcionam a médio ou longo prazo. Sites novos, por exemplo, podem levar até 1 ano para indexar na primeira página do Google se a estratégia de conteúdo for bem executada.

Dica 4: construa um site.

Se você quer atrair o seu público a partir de conteúdos educativos para, num segundo momento, ofertar produtos ou serviços relacionados, um blog pode ser o tipo ideal. Por outro lado, se a ideia for vender produtos que você confecciona, uma loja virtual é o caminho mais apropriado.Seja qual for o modelo escolhido, todos passam pelas mesmas etapas: compra do domínio, contratação da hospedagem e instalação do CMS.

O domínio é a URL, ou seja, o endereço que as pessoas inserem para acessar o seu site. Os formatos mais comuns são .com ou .com.br, mas existem outras opções feitas para atender variados modelos profissionais. Advogados podem optar pelo adv.br e universidades pelo edu.br, por exemplo.

Em seguida, você deve contratar o serviço de hospedagem que oferece o espaço na internet em que seu site e todos os arquivos dele serão armazenados por meio do CMS. Alguns exemplos são Hostgator ou GoDaddy

Dica 5: faça um plano de Marketing Digital

Pense num carro muito potente! Pensou? Bem, independente de qual você tiver imaginado, de nada adianta a potência se ele não tiver um bom combustível, não é mesmo? Pois, o mesmo ocorre com o seu site.

Mesmo que ele tenha um bom servidor e um layout incrível, de pouco adiantará se não houver o principal para fazer com que o site tenha bons resultados: conteúdo!

Para que os conteúdos do seu site sejam bons o bastante para atrair o seu público certo e fazer com que eles comprem o produto ou serviço oferecido, é necessário que ele tenha uma estratégia de Marketing Digital bem desenvolvida. Ela é composta de dois elementos: buyer persona e funil de vendas.

O que é a buyer persona?

É a representação semi-fictícia do seu cliente ideal. Como a ideia que trouxe você até este post é vender pela internet, é preciso saber como atrair possíveis compradores e isso é feito a partir dos objetivos e desafios que a sua persona tem.

-O que é o funil de vendas?

O funil de vendas é também chamado de jornada de compra, pois todo cliente passa por essa trajetória quando decide adquirir um produto ou serviço. Esse funil é composto por três etapas: topo, meio e fundo. Vamos ver o que representa cada um:

topo do funil: neste primeiro estágio, a persona descobre ter um problema;

meio do funil: aqui, a persona começa a buscar soluções para o problema;

fundo do funil: por fim, a persona descobre quem pode solucionar o problema que ela tem.

Conhecer o funil é essencial para a sua estratégia de conteúdo pois assuntos relacionados ao topo e meio podem ser usados de base para construir conteúdos de atração e consideração no seu blog e outros canais online. Já o fundo de funil deve ser trabalhado no seu site, pois tratam das soluções da sua empresa que o público deve conhecer para tomar a decisão de compra.

Ao seguir essas etapas, você poderá criar um site preparado para trazer resultados capazes de fazer você vender pela internet. Contudo, como dissemos neste post, tão importante quanto o site é ter um blog para atrair o seu público-alvo que venha a se tornar clientes seus.

Endomarketing

O Endomarketing é propriamente dito uma estratégia de marketing voltada para ações internas na empresa. Algumas pessoas optam por chamar essa estratégia de “marketing interno”, onde é trabalhada a percepção dos colaboradores a respeito da empresa, considerando suas reividicações e apresentando novas formas de transformar os funcionários em evangelizadores da marca.
A importância desse investimento na estratégia gira em torno da influência dos colaboradores dentro da própria empresa – eles tem o contato diário com os processos dentro do seu local de trabalho e isso o torna aptos para optar e até influenciar pessoas a respeito da marca para qual trabalham.
Vamos á um exemplo simples: Os colaboradores trabalham em uma grande empresa de sorvetes, quando estão satisfeitos com o trabalho e as condições, eles tendem a falar as vantagens e benefícios dessa marca para amigos e familiares. Isso faz com que todas essas pessoas passem a ter uma percepção diferente daquele negócio: começam a enxergar a empresa de uma forma mais humana e carismática, desenvolvendo um sentimento de “adoração” pelo negócio.
A junção entre RH e Marketing
Apesar do nome, endomarketing não se resume apenas a ações de marketing. Trata-se de uma junção de açõs entre RH e o setor de marketing da empresa. O RH precisa se atentar as necessidades dos seus colaboradores, transformando problemas em possibilidades de melhora e trabalhando para garantir o melhor ambiente de trabalho para eles. Esse é, realmente, um trabalho à quatro mãos.
Para isso, o RH e o time de marketing precisam juntar forças e trabalhar em cima da interação do colaborador com a empresa, desenvolvendo atividades no dia a dia que resultam em uma maior motivação da equipe: ações que estimulam a participação da família junto à empresa, treinamentos para capacitar os funcionários e os tornarem cada vez mais hábeis e preparados para encarar as atividades do dia a dia, troca de experiências entre os colaboradores, valorização do desempenho individual e da equipe, mostrando a percepção positiva da empresa a respeito do bom trabalho desenvolvido pelo time.
O endomarketing precisa motivar os colaboradores, fazendo com que eles realmente se sintam uma parte importante dentro da empresa.

Por que trabalhar o endomarketing?

Antes de investir nessa estratégia, é fundamental entender como ela pode afetar sua empresa. O endomarketing, indiretamente, auxilia no aumento considerável de renda dentro da empresa – quando os colaboradores estão mais felizes com o lugar onde trabalham, seu rendimento é melhor e eles se encontram mais dispostos. Isso diminui certos gastos dentro da empresa e aumenta os resultados positivos.
Otimização da produtividade
Assim como a motivação, a produtividade também se torna uma realidade dentro de empresas com boas estratégias de endomarketing. Quando os colaboradores se sentem mais motivados e satisfeitos com o seu trabalho, eles o executam de uma forma melhor, com atitude mais proativa e garantindo os melhores resultados para o negócio.
Colaboradores mais motivados

O endomarketing auxilia na motivação dos colaboradores. Isso acontece porque a empresa se mostra mais aberta às ideias e melhorias que os funcionários têm a oferecer. A motivação dos funcionários aumenta consideravelmente ao perceberem que estão inseridos em um ambiente que se preocupa com a qualidade de trabalho e bem estar.

conquiste-seu-funcionaorio

Colaboradores mais leais e compromissados com a empresa

Coloque-se no lugar do colaborador: você também se sentiria mais acolhido por uma empresa que se preocupa com as suas necessidades e sugestões para melhorar o dia a dia da empresa. Isso impacta diretamente na lealdade e compromisso que os funcionários desenvolvem com o lugar onde trabalham.

Menor rotatividade de funcionários

Mais uma vez a motivação está ligada a outra vantagem do endomarketing.

Quando pensamos em colaboradores mais motivados e satisfeitos com o ambiente de trabalho em que estão inseridos, é notável que a rotatividade de funcionários diminui. Ao perceber que está inserido em um ambiente de trabalho que preza pela qualidade e bem estar dos colaboradores, poucos se mostram dispostos a deixar a empresa – não pensando apenas no salário, mas pela importância que a empresa dá para todos os seus funcionários.

O que é preciso para implantar endomarketing?

O primeiro passo é se lembrar de que o endomarketing vai trabalhar a parte interna da empresa, focando sempre nos colaboradores e na percepção dos mesmos a respeito do lugar onde trabalham.

Para isso, é preciso realizar um trabalho que compreenda as maiores necessidades e dificuldades da equipe da sua empresa. É nessa hora que o RH entra.

Esse setor precisa entrar em contato com todos os funcionários e conversar a respeito do que pensam da empresa, quais são as coisas que precisam ser mudadas e reestruturadas e como a empresa pode ajudá-los diariamente.