São Paulo, a melhor cidade para abrir um negócio

Na última quinta-feira (17/11), a Endeavor, maior organização de empreendedorismo do mundo, divulgou a terceira edição do Índice Cidades Empreendedoras, o ranking que avalia o ecossistema empreendedor das principais cidades brasileiras, e tem aponta aquelas que tem condições e são mais propícias para desenvolver uma empresa. Além disso ele analisa quais pontos aquele município precisa melhorar para oferecer um ambiente de negócio mais inovador.
E pelo segundo ano consecutivo, São Paulo está em primeiro lugar, os fatores mais cruciais são: acesso ao capital e as condições de mercado. Por mais que a cidade não está 100% em todos os pilares, existem algumas fases que se pode melhorar e muito, mas ainda assim não perde sua posição de primeiro lugar.
a Endeavor avaliou sete pilares que mais afetam a vida do empreendedor em cada município: ambiente regulatório, infraestrutura, desenvolvimento econômico, inovação, capital humano e cultura empreendedora.
 O impacto da crise
O impacto da recessão econômica afetou os indicadores analisados pela Endeavor. O crescimento médio do Produto Interno Bruno (PIB) das cidades caiu de 3,9% entre 2010 e 2012 para 2,4% entre 2011 e 2013.
Os recursos financeiros disponíveis para empresas também sofreram com a crise: os investimentos em private equity, por exemplo, foram reduzidos em 23%. O número total de empresas também diminuiu desde o último estudo, mas as áreas de TICs (tecnologia da informação e comunicação) e de economia criativa aumentaram em 14%. Além disso, o número de negócios apostando no mercado externo cresceu 7%.
Veja  o ranking produzido pela Endeavor, com as cidades e suas respectivas pontuações. 
 ranking_endeavor_cidades