negócios

Bitcoin, a moeda digital que está ganhando o mercado

O QUE É BITCOIN?

Você já ouviu falar em Bitcoin? Se não, vou explicar: É uma forma de dinheiro cujo não é emitido por nenhum governo, exatamente por ser digital. É uma forma rápida e segura para vendas e compras online e até mesmo fechar negócios. Poderia dizer que ela é uma moeda barata, mas não. Há alguns anos atrás, sim era “barata”, poderia valer uns R$ 30,00 ou até menos. Mas ocorreu uma grande reviravolta.

A VALORIZAÇÃO

Com o crescimento do mercado digital e também, as compras e vendas das Bitcoins através de negócios, a moeda foi muito valorizada, fazendo com que seu valor crescesse de uma forma gradativa, intensa e rápida. Hoje ela vale em média de R$ 9016,00. Isso mesmo, você não leu errado! R$ 9016,00

BITCOIN *MERCADO DIGITAL DE COMPRA E VENDA DE BITCOINS

Com a valorização, pessoas ficaram milionárias sem saber do dia para a noite, literalmente. Existem várias matérias e entrevistas de quem havia investido pouco na moeda há anos e hoje, conquistou muito dinheiro.

Especialistas apontam que ela será ainda mais valorizada, porém só o mercado financeiro e o tempo irão mostrar isso.

 

 CONSEQUÊNCIAS DA VALORIZAÇÃO

Obviamente, nem tudo é tão perfeito quanto parece. A moeda valorizou, pessoas estão ganhando dinheiro, mas, o número de cybercrime aumento de forma gradativamente.

  • O QUE É UM CYBERCRIME?
    Assim como o crime que vemos diariamente, o cibercrime é muito parecido, porém tudo digitalmente e de uma forma mais pessoal. São práticas que ocorrem, e muitas vezes é impossível encontrar o autor daquele crime.
    Entre os cybercrimes podemos incluir, Pornografia infantil, lavagem de dinheiro, Ciberterrorismo, Ciberativismo e roubo.
  • O QUE A BITCOIN TEM A VER COM CYBERCRIME?
    Tem tudo a ver! Por meio de vírus e programações, os criminosos acessam os dados da pessoa, bloqueiam/ apagam/ somem, e em troca é necessário pagar em Bitcoin. Ou seja, bem caro!
    Para entender melhor, veja os três principais crimes cujo, é pedido Bitcoin em troca:

Ciberterrorismo: esse crime é mais comum em países desenvolvidos e de conflitos políticos, mas também pode ser visto em larga escala em outros lugares do mundo. Consiste em ações premeditadas com motivações políticas cometidas, geralmente, contra governos, partidos e instituições governamentais. Também podem ser cometido amplamente contra civis.

Ciberativismo: crime praticado contra organizações que defendem determinadas causas. Esse cibercrime envolve roubo de informações e manipulações nos materiais que são divulgados ao público e à imprensa.

Roubo: envolve a utilização de computadores ou outros dispositivos para desviar fundos ilegalmente, roubar dados de outros indivíduos, empresas ou instituições, para realizar espionagem, roubo de identidade, fraude, plágio e pirataria.

Especificando melhor, seria como um sequestro digital! E recentemente, hackers invadiram sistemas de grande empresas do mundo inteiro, inclusive Brasil, pedindo em troca Bitcoins!

 

MERCADO

A moeda Digital, tem ganhado cada vez mais espaço dentro do mercado, porém deve-se saber investir em Bitcoins, e tomar muito cuidado nos bancos online onde está se comprando e vendendo.

Além disso, quando se possui bitcoins, todo cuidado é pouco, principalmente em questão à haters e vírus, nosso CEO Danilo Carlos é especialista em segurança digital, e conta um pouco sobre Haters, acesse aqui

 

 

Como encontrar uma agência de marketing digital ideal?

 

A AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL IDEAL

Muitos clientes chegam até nós, frustrados por investir em marketing digital através de uma empresa e não ter obtido sucesso. Ou então, por mandar fazer um site e não ver o site pronto, praticamente ter jogado o dinheiro no lixo, pois os “profissionais” não foram prudentes.

É doloroso demais, ver grandes empresas não querendo investir em marketing digital por experiências negativas e falta de profissionalismo. Criações mal feitas, sites não entregues e falta de planejamento, acompanhamento e mensuração.

Como encontrar uma agência de marketing digital ideal?

A INTERNET REVELA QUEM VOCÊ É

Você sabia que a internet revela quem você é? Se você tem um site mal feito, com uma rede social pouco trabalhada, provavelmente seu negócio não vai tão bem como esperado, não é mesmo?
Parece que não, mas o público enxerga dessa maneira. E é o que muitas vezes prejudica o avanço das suas vendas e dos seus serviço.

COMO IDENTIFICAR UMA EMPRESA COMPROMETIDA?

Como você pode identificar uma empresa comprometida para cuidar dos seus negócios? É sempre importante, verificar como aquela agência trabalha, lembra no item anterior onde falei que a internet revela quem é você? Pois é, isso serve também, para seu fornecedor, leva-se em consideração em averiguar, cases de sucesso, comprometimento com clientes e etc.

PORQUE MEU NEGÓCIO PRECISA SER BEM ADMINISTRADO COM MARKETING DIGITAL?

O mundo virtual tem crescido cada dia mais, e para isso é preciso estar engajado nele, envolvido e saber tudo o que está acontecendo. É importante que ele seja bem administrado para ter bons resultados e captar ainda mais o número de clientes.
O trabalho com o marketing digital vem em

Tudo é uma questão de planejamento para seu negócio alavancar. Mas você possui planejamentos? Já perguntou à quem presta serviços quando dará início a todos esses itens?

Como encontrar uma agência de marketing digital ideal?

 

Vendas boas, mas o caixa está negativo. E agora?

Por Edélcio Fonseca

O varejista sempre se preocupa com a venda, pois afinal depende dela um bom giro dos negócios. Mas quando as vendas vão bem e o caixa continua negativo, é motivo de parar e analisar bem o que tem sido feito e identificar onde está o erro que compromete o desempenho da sua empresa. Primeiro, não se espante achando que esse tipo de problema é exclusivo de sua empresa. Fique certo de que não é. Na verdade esse problema é muito comum. Porém, deve ser tratado com muita profundidade nas análises para ter um diagnóstico preciso, pois diversos fatores podem influenciar.

Vamos começar analisando o que pode estar consumindo seus recursos de caixa, o que equivale dizer que, nesses casos, sempre é um conjunto de fatores que invadem a reserva de caixa da empresa. Vamos citar alguns para que possa analisar e verificar se eles possuem um impacto negativo em seus negócios:

1. Capital de giro insuficiente para suportar o negócio.

2. Custo financeiro inadequado (empréstimos, tarifas e taxas):

– Taxas alta de juros;
– Tarifas abusivas;
– Multas e juros no atraso de pagamento;
– Desalinhamento de vencimentos (concentração de pagamento em um só período).

3. Relatórios financeiros e fluxo de caixa não expressam a realidade:

– Desalinhamento de gastos na linha do tempo;
– Desequilíbrio nos prazos de recebimento X pagamento;
– Índice de inadimplência elevado;
– Conflitos entre as visões de “caixa” X “competência”.

4. Falta de um planejamento financeiro envolvendo as áreas de compras e vendas:

– Compras de mercadorias sem planejamento, não considerando o giro de estoque, liquidação/descontos e prazo de pagamento;
– Compras feitas sem consultar o financeiro, faltando verificar a capacidade de pagamento e a programação;
– “Apostar” que o produto vai ter um giro muito bom e pouca mercadoria vai ficar no estoque;
– Desalinhamento de gastos na linha do tempo.

5. Despesas fixas não condizentes com a capacidade de geração de caixa:

– Pró-labore dos sócios acima da realidade financeira do negócio;
– Mistura de Gastos pessoais com os da empresa;
– Folha de pagamento e encargos “altos”;
– Quadro de funcionários superestimado;
– Custo de ocupação alto em relação à receita (aluguel, luz, água, IPTU e condomínio).

São diversos fatores que podem prejudicar e atacar o caixa de uma empresa. Para se evitar tudo isso, é fundamental ter um controle mínimo de todos os gastos, coisa que um simples DRE (Demonstrativo de Resultado) já ajuda muito. Isso pode ser feito até mesmo em uma planilha de Excel. Tendo isso tudo controlado fica fácil identificar os vilões do caixa. Basta fazer uma simples curva ABC das despesas e elas irão aparecer.

Mas se, mesmo assim, não conseguir se organizar para mudar o cenário negativo, busque uma consultoria que faça um “raio x” do negócio e possa oferecer uma visão externa e realista quanto às ações necessárias para estabelecer uma recuperação favorável. Buscar ajuda terceirizada pode ser a maneira mais fácil de detectar e eliminar falhas, que muitas vezes podem não ser tão evidentes no dia a dia comercial.

Edélcio Fonseca é especialista em finanças e M&A e diretor executivo da RVK

automatizacao-de-mkt