gerenciamento

Como contratar a Recepcionista para seu consultório

Sua secretária (ou secretário) é, com certeza, a que mais falará com os pacientes além de você. Ela deve marcar e desmarcar consultas, cuidar de sua agenda, atendar o telefone e, ainda, recepcionar quem chega no consultório. Esse é um trabalho que pode ser bastante complicado e requer a sua atenção.
Mas como escolher e treinar um profissional ideal? Mesmo que sua família e amigos surjam com várias indicações, é interessante que você procure alguém especializado para te ajudar, como uma empresa de recrutamento. Depois de traçar o perfil que você acredita que a pessoa deveria ter, é só você passar a informação para essa equipe, que selecionará candidatos totalmente aptos para ocupar o cargo. Essa opção, além de mais certeira, faz com que o treinamento pós-contratação não seja tão longo e complexo como pode potencialmente ser.
Quando contratado, além de mostrar quais e como as tarefas devem ser realizadas, é muito importante que seu novo profissional entenda a maneira com a qual os clientes devem ser tratados e abordados. Ser cuidadoso é um dos pontos principais, porque o paciente que chegar pode estar em uma situação delicada. Além disso, o contratado pode adiantar muito a sua vida por diversas vezes. Então, explique bem os processos de uma consulta para ele já deixar o paciente inteirado.
De nada adianta oferecer um ótimo tratamento como médico ao seu paciente se o resto da sua equipe não estiver sincronizada e em sintonia com o tipo de relação que você estabelece com ele. Afinal, muitos deles também ficam em contato direto com todos aqueles que realizam consultas. Você deve oferecer o pacote completo e, por isso, treinar sua equipe é uma mudança que fará grande diferença no gerenciamento de seu negócio.
tenha-relevancia_criacoes

Controle de Caixa do seu consultório

Quando você cria centro de custos, você vai atribuir uma organização lógica que ajuda a entender o gasto nos diversos setores que há em seu consultório. Essa análise individualizada permite ter uma visão de receitas e despesas de forma independente.

Para descomplicar o assunto e você compreender melhor: olhando para a sua clínica, você pode ter um centro de custo chamado “Procedimentos cirúrgicos”, para mensurar os gastos feitos em cada uma das ações realizadas dentro da consulta que tem essa finalidade.
Com informações em mãos, fica muito mais fácil tomar decisões que ajudem a melhorar o desempenho de áreas específicas e direcionar decisões quanto a gastosprodutos e serviços oferecidos. É um pouco do que falamos ali em cima no fluxo de caixa.
Outra maneira é criar uma categoria “Exames”, para compreender melhor o quanto está sendo investido nessa parte do atendimento. É importante considerar que essas divisões são customizáveis a partir da sua necessidade. Planeje muito bem como será cada uma delas.
 Defina limites
Crie limites orçamentários para cada custo e cada projeto de sua clínica . Isso te ajudará a mensurar o que está escapando do seu planejamento para criar limites mais justos e adequados, evitando ficar no vermelho ou ter que fazer reparos constantes nas finanças do consultório.
Posso te garantir: não é bola de cristal, mas o efeito dessas atitudes sendo tomadas com disciplina e disposição poderão surpreender! Comece hoje mesmo seu controle! Você verá o quanto isso o ajudará a melhorar as finanças do consultório.
faca-seu-consultorio-ser-reconhecido-email-mkt