O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA SE TORNAR UM GROWTH HACKER?

A busca de empresas por profissionais de Growth Hacker cresce cada vez mais. Você tem interesse nessa carreira ou busca por esse profissional? Entenda qual é o papel de um Growth Hacker, suas principais atividades e quais são as características fundamentais para que esse profissional precisa ter!

PARAR DE APRENDER NÃO É UMA OPÇÃO.

Tá, mas o que é Growth Hacking?

Carinhosamente chamado de growth é uma área relativamente nova, o Growth Hacking combina marketing, análise de dados e tecnologia.

Para colocar de forma simples, o Growth Hacker coloca em prática experimentos tendo como foco principal o crescimento sustentável e escalável.

A prática do Growth Hacking teve início nas startups do Vale do Silício e se tornou popular principalmente entre as startups, uma vez que permitia que encontrassem meios de atingir crescimentos capazes de competir com grandes empresas.

Hoje as empresas veem o growth como a estratégia ideal, que se encaixa com a necessidade de ser flexível, ágil e guiado por dados.

E quais as características fundamentais do Growth Hacker?

Geralmente o profissional que trabalha com Growth Hacking tem um perfil mais generalista, ou seja: tem conhecimentos em várias áreas e se especializa em um ou dois pontos diferentes.

De modo geral, algumas competências são essenciais para trabalhar como Growth Hacker:

1.Curiosidade

Uma das principais características é a curiosidade: muitas vezes é ela que vai fazer com que o profissional mergulhe em análises para entender o que está acontecendo, como as estratégias estão performando e pesquisar novas estratégias para entregar bons resultados.

2. Perfil analítico

Outro termo que “entrou na moda” no mundo do marketing durante os últimos anos é o data drive. O profissional data driven é o profissional guiado por dados.

É fundamental que o Growth Hacker entenda como fazer uma análise, como interpretar os dados e como se orientar por eles. Afinal, ninguém quer apostar milhares de reais em uma decisão tomada meramente por achismos.

3. Focado em crescimento

O principal objetivo de um Growth Hacker, como o próprio nome já diz (Growth significa crescimento em inglês), é o crescimento.

Ou melhor, o crescimento contínuo com o menor investimento possível. Assim, todas as ações desse profissional são voltadas para essa finalidade.

4. Criatividade

Ter capacidade de pensar fora da caixa e trilhar caminhos que fogem do óbvio é fundamental quando falamos de buscar grandes resultados utilizando o mínimo de recursos possível.

5. Rapidez

Experimentos frequentemente são projetos de médio ou longo prazo, então precisam ser colocados em prática e analisados rapidamente, de modo que novos testes e novas análises possam ser realizadas.

Quanto mais rápido aparecer o resultado de um experimento, mais rápido será aplicado um novo teste, caso necessário.

6. Paciência

Apesar da rapidez, é preciso entender que tudo leva tempo. É preciso ter paciência para compreender as limitações dos projetos e saber esperar a hora certa de colher os resultados.

Ninguém quer colocar um teste em prática e abortá-lo antes do prazo, colocando tudo a perder, não é mesmo?

Respeitar o tempo estabelecido para o teste é essencial para o sucesso dos resultados.

7. Resiliência

E, por último, é de extrema importância ser um profissional resiliente. Entender que nem todo experimento vai ser um sucesso e que ao final de cada experimento existe um novo teste para ser feito.

Afinal Growth Hacking é isso: testar, testar e testar. Com certeza algumas tentativas não vão dar certo.

Alguns profissionais apontam que 80% dos testes costumam falhar, então não se preocupe.

Conclusão

Entendeu porque o Growth Hacker se tornou tão popular ao longo dos últimos anos?

É importante ressaltar muitas empresas, apesar de não contarem com uma pessoa com o “título” de Growth Hacker, possuem uma cultura muito voltada às características associadas ao profissional.

Ou seja: uma vez que a mentalidade do Growth Hacking é compreendida, é possível aplicá-la em qualquer empresa.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Danilo Carlos

Danilo Carlos

Sócio fundador da agência com mais de 18 anos de experiência no mercado de publicidade digital

All Posts

1 comentário em “O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA SE TORNAR UM GROWTH HACKER?”

  1. Pelo que compreendi, o Growth Hacking trabalha mais na área de projetos. Isso ainda não ficou bem claro.
    Tenho interesse em me aprofundar, inclusive vi nascer algumas empresas na minha região, que apostaram nesse modelo, para que seus negócios crescessem.
    Mas fiquei com uma dúvida, quais são os conhecimentos necessários.
    Precisa ser forte em marketing, ciência da computação, analista de sistema ou ainda gestor de projetos?
    * Gostei muito da página da DCS, a equipe está de parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marketing Digital 3.0

Relacionados