O que esperar do marketing na música em 2021?

2020 foi um ano turbulento, que mudou a maneira de consumirmos, com tendências que foram aceleradas, enquanto outras acabaram perdendo o sentido. A indústria da música foi uma das mais afetadas, onde teve que se adaptar de vez ao digital, substituindo os shows pelas lives, os ingressos por ouvintes mensais e outras tantas reviravoltas ao longo desses meses. Mas, em 2021: o que esperar do marketing na música?

Inteligência de dados

A inteligência artificial já consegue compor músicas baseadas em análises de dados e no algoritmo. As plataformas digitais já indicam novas músicas e criam playlists para seus usuários baseadas no que eles ouviram e curtiram.

Isso tudo é só o início de uma grande era de Inteligência Artificial, Plataformas de Data e Analytics no marketing digital.

Na indústria da música, podemos analisar quem, quando e onde as pessoas consomem música, em qual formato, como preferem e assim por diante. Através desta análise de dados, conseguimos tomar decisões mais assertivas e direcionar melhor nossas ações e budgets. O que faz a diferença é transformar estes dados em informação de valor.

Criatividade + Confiabilidade

2020 foi o ano da produção de conteúdo e 2021 não poderia ser diferente. A criatividade continua em alta e a disputa pela atenção do público só tende a aumentar com tantas plataformas ao nosso alcance. Mas, lembre-se de atrelar criatividade com confiabilidade.

Troque o conteúdo superficial pelo proposital com um significado mais profundo. A confiança tem um papel fundamental na tomada de decisão e crescimento de qualquer negócio. Os consumidores estão cada vez mais exigentes, então é importante ser criativo, mas também saber passar uma mensagem que tenha consistência.

2021 não permitirá que você seja mais um produzindo conteúdo sem informação. Saiba o que e para quem está fazendo e se está de acordo com o que você quer passar para o seu nicho.

Vídeos Curtos

O TikTok está mudando a forma que consumimos entretenimento e se tornou o app mais baixado no ano, tirando o posto até mesmo o Whatsapp. Com essa plataforma e tantas outras que surgiram, os vídeos curtos ganharam espaço e tiveram um boom em popularidade.

Com os vídeos em formatos curtos, temos uma retenção maior de público, com mais assertividade e rapidez de informação, além de conseguirmos alcançar mais pessoas. Queremos consumir mais conteúdos em menos tempo. E isso só tende a aumentar no próximo ano.

EGames

Os Egames vieram para ficar! 2020 tivemos um boom de crescimento nos jogos online e podemos ver um público emergente porém ainda carente na indústria da música. São poucos os artistas e marcas que conseguiram se atrelar a esse público.

Procure novas formas de conteúdo que possam alcançar estas pessoas através de novas abordagens que podem ter elementos semelhantes aos de jogos com componentes interativos. Tudo se resume a satisfazer o desejo do consumidor por interatividade e novas experiências como forma de aprofundar a conexão com seu artista/projeto.

Propósito Social

Ter um propósito social nunca foi tão importante. Os consumidores estão cada vez mais exigentes com a intenção dos artistas e como eles se relacionam com o impacto socioambiental.

Para 2021, a tendência é que artistas levem em consideração a missão de tornarem o mundo um lugar melhor, deixando de forma transparente, suas ações no dia a dia que reforçam esse enredo.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Danilo Carlos

Danilo Carlos

Sócio fundador da agência com mais de 18 anos de experiência no mercado de publicidade digital

All Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marketing Digital 3.0

Relacionados

Marketing digital para 2021

Entre as diversas consequências decorrentes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o fortalecimento do marketing digital foi notável. Isolamento social, trabalho remoto e o maior