Como sua empresa fala com o seu público?

Quem são os seus clientes? Para quem você oferta os seus produtos? O que atrai o interesse deles? Essas questões são fundamentais para que qualquer empresa consiga definir o público-alvo para criar soluções e formas de divulgação que realmente atinjam seus objetivos.

Esse processo vai permitir que você e sua equipe criem estratégias com o foco no cliente, e não mais no produto, como era feito no passado. Porém, muitos profissionais ainda pecam na definição dos seus alvos e acabam comprometendo suas campanhas.

  1. Pesquise o mercado
    Conhecer e entender o mercado lhe dará conhecimento para que você enxergue as oportunidades e as opções que seu público-alvo já tem acesso.

Pesquise como a concorrência atua, como são seus produtos, os diferenciais, como é a forma de atendimento ao público, onde os funcionários estão presentes, quais canais de comunicação utilizam, a concentração geográfica do público e a forma de linguagem.

Feiras e exposições são interessantes, pois reúnem a maioria das empresas do ramo e mostram como os consumidores se interessam pelas soluções.

Para analisar o mercado, comporte-se não só como empresa, mas também como consumidor. Você pode fazer experiências de compra nos concorrentes para identificar quais são os pontos fortes e fracos de cada um, procurando por oportunidades não aproveitadas.

Ao conhecer bem o mercado que você atua ou que deseja entrar, fica mais fácil definir o seu público-alvo.

  1. Converse com as pessoas interessadas
    Quando se tem o objetivo de definir o público-alvo, é muito importante fazer uma boa pesquisa com as pessoas, de forma a encontrar quem realmente pode se interessar pelos seus produtos ou serviços.

Se você já tem um produto definido e quer conhecer as melhores formas de divulgá-lo, essa pesquisa vai ajudar bastante.

O primeiro ponto é imaginar quem seriam os maiores beneficiados com o item criado. Então, você pode utilizar as redes sociais para encontrar esses grupos de pessoas e fazer contato.

Converse, peça a opinião sincera do público e ouça o que eles têm a dizer. Uma boa pesquisa pode ajudar a refinar o seu produto e a economizar bastante em alterações futuras.

Além disso, com a pesquisa você obterá dados importantes sobre os potenciais clientes, como as suas necessidades, a melhor linguagem para abordá-los, como eles usam e avaliam as opções já existentes, entre outras definições importantes.

  1. Crie grupos de segmentação
    Imagine que você desenvolveu um produto bom, que pode ser a solução para muitas pessoas. Para divulgá-lo, você observou que será necessário educar o mercado, mostrando as aplicações do produto e o que ele é capaz de proporcionar.

Porém, você observou que dentro do seu público-alvo há consumidores que já têm esse conhecimento e que anseiam por conteúdo mais específico, para tirar dúvidas. Como então gerar materiais para esses dois grupos?

O primeiro passo é realmente criar a segmentação. Ela pode ser pelo nível de conhecimento da solução proposta, como comentado acima, ou alguma outra característica, como idade, profissão, linguagem, etc.

Criados os grupos, você deve entender a necessidade de cada um e produzir os conteúdos que atendam a cada conjunto, sempre tentando aprofundar mais sobre o assunto trabalhado.

  1. Defina a sua persona
    Apesar da definição do público-alvo ser extremamente importante para a eficiência de suas campanhas, só esse conhecimento não basta para aprofundar o conhecimento sobre os hábitos e costumes dos consumidores. Vamos usar um exemplo:

Seu público-alvo corresponde a engenheiros de 30 a 40 anos que trabalham em grandes empresas, e cuja renda mensal varia de R$5.000,00 a R$15.000,00.

Só com essas informações, você acha que é possível customizar suas campanhas de marketing para atingir esses consumidores? Provavelmente não.

Mas e se formos mais a fundo? Seu alvo trabalha em uma empresa com chefes autoritários, que não aceitam novas propostas, e ele precisa mostrar dados concretos para gerar mudanças de pensamento e, assim, aplicar novas tendências.

Ele tem muita facilidade com números e constrói relatórios convincentes; é casado, pai de um filho e quer alcançar uma posição de destaque na empresa para aumentar os seus vencimentos e conseguir comprar uma casa maior.

Percebeu como a segunda definição foi mais específica e detalhada? Pois essa é a construção de uma persona, ou seja, a personificação de um cliente ideal.

Com esses dados, você pode otimizar suas estratégias e construir um produto e uma forma de divulgação específica para realmente atrair clientes.

Para ficar claro, confira, a seguir, a diferença entre público-alvo e persona:

Público-alvo
definição ampla;
não se refere a alguém específico;
não trata sobre hábitos;
grupo de pessoas que podem se interessar pelos produtos.
Persona
definição específica;
personagem específico;
detalhes sobre hábito e trabalho;
consumidor ideal.
Conheça seu público ideal para otimizar suas ações
Como vimos em nosso artigo, definir o público-alvo é uma etapa importante do planejamento de um negócio e possibilita a criação de estratégias mais eficientes a partir do conhecimento das características e interesses dos consumidores.

Como parte do processo de definição, você deve pesquisar o mercado, conversar com as pessoas interessadas, criar grupos de segmentação e definir a persona.

É importante que fique bem clara a definição de persona, que difere-se do público-alvo: ela traz informações mais específicas, que ajudarão nas tomadas de decisão.

Seguindo essas dicas, você será capaz de criar boas formas de divulgação, atraindo o público certo e obtendo boas vendas.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Danilo Carlos

Danilo Carlos

Sócio fundador da agência com mais de 18 anos de experiência no mercado de publicidade digital

All Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes sociais

Mais popular

Quer receber dicas de marketing

Receba dicas exclusivas do growth Hacker

Não é spam, são dicas e práticas para você vender mais na internet.

Categorias

Marketing Digital 3.0

Relacionados