News

Marketing digital para 2021

Entre as diversas consequências decorrentes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o fortalecimento do marketing digital foi notável. Isolamento social, trabalho remoto e o maior tempo que as pessoas passam dentro de casa, desde então, ajudam a explicar a necessidade de soluções digitais.

Neste contexto, a carreira digital recebe destaque. Levantamento apresentado pelo LinkedIn, em 8 de janeiro, apontou 15 setores do mercado que cresceram de abril a outubro do ano passado.

Entre eles estão profissionais de tecnologia, especialistas em e-commerce, profissionais autônomos de conteúdo e marketing digital, bem como redatores, jornalistas e voltados à área de sucesso do cliente, com atendimento e experiência do consumidor.

Sobretudo o profissional de marketing digital deve estar atento às tendências, novidades e recursos que surgem, bem como buscar a especialização no uso de ferramentas já disponíveis. Somente assim será capaz de aproveitar esta alta no mercado e todas as oportunidades de trabalho, além de enriquecer o portfólio com projetos de impacto.

ESTAR ANTENADO

Em artigo publicado pelo Portal Comunique-se, Almir Rizzatto acrescenta que o SEO para as buscas por voz, a humanização nos atendimentos digitais, com atendimento gentil e ágil, e o crescimento do TikTok e do Reels (ferramenta do Instagram) devem ser vistos com atenção por profissionais de marketing digital.

Tendências que podem impactar

1 – Confiança acima de tudo

Segundo pesquisa realizada pela Deloitte, 25% dos respondentes deixaram de comprar de empresas que agiram em favor próprio durante a pandemia. Dois exemplos disso foram a falta de cumprimento de prazos e pedidos incorretos. Situações que causam frustração ao cliente e demonstram descaso ou, no mínimo, um erro logístico da empresa. A questão é: em um cenário com concorrência quase infinita, quais as chances de o consumidor arriscar a segunda compra após uma experiência negativa? Poucas. Por isso, as empresas não podem mais errar na entrega do mínimo esperado.

2 – Chatbot e a “revolução” na comunicação

Os chatbots já provaram seu valor e utilidade no ano passado e, segundo análise do Business Insider Intelligence de 2020, o segmento deve crescer cerca de 30% ao ano entre 2020 e 2026.

Com conversas cada vez mais naturais e robôs que aprendem a cada interação com humanos, o recurso pode ser bem aproveitado por empresas e auxiliar nas seguintes tarefas: resolver questões simples, poupando a equipe de atendimento ao cliente; gerar leads de qualidade com uma experiência agradável; coletar dados valiosos de usuários que podem ser analisados em favor do negócio; aumentar a eficiência da empresa, uma vez que funcionam 24h por dia, sem necessidade de intervenção humana; economia de custos a longo prazo.

3 – Marketing dentro da empresa

Pelo custo, qualidade, agilidade e outros fatores, a decisão de ter a equipe de marketing dedicada dentro da empresa caminha para a unanimidade. Isso porque antigamente as agências eram conhecidas por ter grandes profissionais criativos e especialistas, porém hoje essas carreiras já existem dentro das empresas.

Outros fatores importantes para essa mudança de mentalidade foram a própria crise decorrente da pandemia, que forçou a redução de custos, o acesso facilitado a conhecimentos que antes chegavam apenas a alguns profissionais, e as melhorias no setor de pessoas, que transformam empresas consolidadas em locais agradáveis para trabalhar, o que atrai os grandes talentos.

Isso não significa o fim das agências, mas, sim, a necessidade de especialização. Quanto maior a autoridade da agência em determinado nicho, mais importante e requisitada ela se tornará no mercado.

4 – O poder das mídias sociais para vendas

Os grandes players como o Facebook, Instagram e Pinterest já não são apenas mídias sociais há algum tempo. Entre tantas funcionalidades, eles também são importantes canais de vendas on-line. A novidade é o investimento destas plataformas no aperfeiçoamento dos recursos de social commerce no futuro. Esse movimento abre portas para o estudo das plataformas a partir de um novo ponto de vista. Isso, por sua vez, requer a busca constante por conhecimento a respeito de tais mudanças.

O TikTok nas suas estratégias digitais

Com toda certeza você já ouviu falar da rede sociais queridinha do momento o TikTok.

Ela é uma rede social que vem batendo recordes de downloads em todo o mundo, superando até mesmo o Instagram nos Estados Unidos e vem chamando a atenção do público e também das empresas, pois se trata de uma plataforma simples de mexer e que permite que os usuários criem vídeos bem divertidos e de forma viral!

Apesar de ter sido criada em 2016, foi em 2019 que a rede social conquistou boa parte do público.

O TikTok é considerado como uma rede social e aposta no humor para ganhar público. Diferentes empresas já enxergaram um grande potencial em utilizar essa ferramenta para conquistar o público e gerar uma maior aproximação.

TikTok: mais uma opção para o marketing digital
Que a rede social vem fazendo sucesso e é super divertida, não temos dúvida. No entanto, será que essa rede é ideal para sua empresa?

O TikTok já tem alcance mundial, por isso, investir nessa rede social é ter grandes chances de divulgação e consequente aumento de vendas de produtos e serviços.

Nesse artigo vamos mostrar quais são as características dessa rede social e ainda se ela pode ser usada pelo seu negócio. Acompanhe!

Plataforma de vídeos

Uma das principais características dos vídeos do TikTok é que além deles serem super curtos (até 15 segundos), eles se espalham rapidamente e alcançam um enorme número de pessoas, levando-se em conta o contínuo aumento de usuários.

É comum, ainda, ver vídeos dessa rede social compartilhados em outros lugares, como WhatsApp, Twitter etc.

Além disso, o custo para isso, se comparado a outras formas de produção de vídeo, é muito mais em conta. Uma vez que possuem formatos simples, e podem ser gravados diretamente com um smartphone.

O usuário pode gravar o vídeo e editá-lo, inserindo efeitos diversos e ainda acrescentando uma trilha sonora, tudo diretamente do seu smartphone.

Isso não significa, todavia, que você não precisará pensar muito bem seus conteúdos. Planeje suas ideias e aplique-as estrategicamente!

As empresas, claro, já ficaram de olho nesse app e começaram a enxergar como uma oportunidade para gerar uma aproximação com o público, utilizando os recursos disponíveis.

Público bem segmentado

Tanto o Facebook, quanto o Instagram e outras redes sociais têm um público abrangente: Jovens, adultos e idosos. E isso traz algumas vantagens, como a amplitude para as postagens, mas também há o lado negativo, o baixo alcance.

Já no TikTok os números de novos usuários e alcance orgânico são tão expressivos, que você deve estar pensando em cadastrar a sua empresa na plataforma, certo? Bom, tenha calma, pois existem pontos a serem considerados.

Os usuários do TikTok, possuem características bem específicas. Como a maioria dos vídeos tem o tom de humor, o público é bastante jovem, ou melhor, adolescente.

Mas isso não impede você de usar a ferramenta se o seu público for mais velho, até porque, com o sucesso que o app vem fazendo, daqui a pouco mais gerações podem começar a utilizá-lo.

Porém, se você quer começar a usar agora, seria mais interessante focar no público com idade entre 16 e 24 anos, já que 41% dos usuários da rede social estão dentro dessa faixa.

TikTok e as estratégias de marketing

O grande destaque do TikTok quando o assunto é marketing, envolve a construção do branding e o aumento de vendas mediante o marketing de influenciadores.

Segundo pesquisa realizada na plataforma, 72% dos usuários seguem influenciadores, e 50% confiam nas recomendações desses.

O investimento em branding que utiliza o canal de outras pessoas no TikTok permite que sua empresa teste o alcance da ferramenta e a quão vantajosa ela pode ser para o seu negócio, antes de estruturar um time novo ou modificar sua estratégia de marketing visando explorar um novo canal de aquisição.

Para as empresas terem sucesso e crescerem nessa nvoa rede social é preciso ter cuidado.

Se a sua marca é descolada e atinge um público mais jovem, você pode criar vídeos divertidos, seja para mostrar o dia a dia da empresa, seja para as atividades que são feitas por trás daquilo que os clientes têm contato. Porém, se a sua empresa tem um perfil mais formal, com um público-alvo mais velho e com características mais sérias, investir nessa plataforma pode não trazer os resultados esperados.

Como o TikTok pode aumentar as suas vendas

Mesmo o TikTok sendo uma rede mais focada para conteúdos de topo de funil, é possível ampliar suas vendas em longo prazo. Isso porque, embora sua audiência possa não estar em momento de compra, o branding é fundamental, pois é provável que um dia ela precise do seu produto e, por meio da sua estratégia de engajamento, saiba o que a sua marca oferece e quando poderá recorrer a você.

Como começar as suas estratégias digitais no TikTok

Em relação a utilizar o TikTok em suas estratégias, não são necessários muitos recursos, apenas bastante criatividade. Primeiramente, deve ser criada uma conta. Em seguida, é importante ter um escopo de postagens, com pequenos roteiros de como elas serão geradas e quais seus objetivos que você busca.

Criar um cronograma de postagens e aproveitar as tendências da rede é uma boa oportunidade de produzir conteúdos iniciais.

Uma outra sugestão eficiente, é você se inspirar em memes e acompanhar as tendências do momento, a barra “para você”. As possibilidades são infinitas, sendo possível criar vídeos dublando áudios, compartilhar cenas engraçadas do cotidiano da sua empresa ou da sua equipe, utilizar seus produtos como inspiração e relacioná-los com elementos da cultura pop.

Uma forma de se inspirar e ter ideias é fazer uma pesquisa com sua audiência em outras redes sociais e verificar se eles utilizam a plataforma.

Eai, o que acha de adicionar o TikTok nas suas estratégias digitais?

Marketing Digital é utilizado pelos empresários como estratégia no setor on-line para embarcar um maior público em redes sociais

O profissional de marketing vai buscar as melhores táticas para a empresa atrair os clientes certos e vender cada vez mais, ampliando o negócio

Com o crescimento acelerado da tecnologia digital, muitas mudanças e adaptações estão acontecendo no setor de compras e vendas online, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo os dados, mais de 70% dos brasileiros possuem conexão com a internet, entre eles 97% a utilizam através de celulares para acessar redes sociais, sites e aplicativos para fazer compras de produtos ou serviços.

Com a pandemia da covid-19, o setor do marketing digital passou por várias mudanças e teve que se adaptar às novas formas de mercado, informa Wesley de Freitas Pimentel, graduado em administração de empresas com ênfase em marketing. Uma delas foi a mudança em relação ao consumo do cliente, a forma de comprar produtos ou serviços, que agora são feitas com mais frequência por aplicativos e sites de venda.

“O marketing digital é conjunto de estratégias voltadas para a promoção de marcas na internet, usando diferentes canais on-line, com isso, empresas como ebay, Amazon, MercadoLivre e iFood cresceram consideravelmente em seus segmentos, adaptando a nova demanda do mercado”.

Conforme o especialista, o marketing digital ganhou destaque nas plataformas sociais como Facebook, Instagram, YouTube e Tiktok, que passaram a ser vistas com uma maior perspectiva para divulgação de negócios, produtos e serviços. Assim, as redes ganharam novos usuários interessados nas ferramentas que podem disponibilizar para entrar e se firmar no mercado on-line.

“Hoje são consideradas as melhores formas de divulgação existentes, comparadas com 10 ou 20 anos atrás, quando a televisão e o rádio eram os meios mais efetivos para atingir o público desejado. Esse fenômeno atingiu, inclusive, o âmbito da política, a qual foi explorada nas últimas eleições presidenciais. Visto que foram definidas majoritariamente nas redes sociais”.

De acordo com o estudo realizado com apoio da Associação Brasileira de Anunciantes (Aba), a América Latina tem o maior investimento em marketing digital, 24,4% do total de mídia, contra 43,5% da média global. Desses números, dois terços da população conectada está no Brasil, onde 80% das empresas ainda estão em estágios iniciais no marketing digital, 23% são iniciantes e 57%, emergentes.

“O mercado do marketing digital está crescendo à proporção que a tecnologia e a mídia digital avançam no país. Adiciona-se isso ao fato de que é cada vez mais comum vermos não só jovens na frente das telas de tablets, computadores e celulares, mas também adultos e idosos, que são os que possuem o maior poder de compra. É uma oportunidade de divulgação, com grandes e volumosas chances de consumo e distribuição”.

Estratégias de marketing para o e-commerce

A transformação digital se torna ainda mais imprescindível: não há outro caminho para que o comércio se mantenha firme e atenda o consumidor de maneira segura, sem nenhum impeditivo.

Falar é fácil, mas aqueles que experimentam o universo digital sabem que há muito o que aprender.

“Erguer um e-commerce não depende apenas de fazer os investimentos corretos, mas também de traçar estratégias de marketing inteligentes”. CEO da Estrela10, um dos maiores sites de vendas do Brasil, com faturamento de R$ 500 milhões em 2020 – dos quais 80% foram obtidos por meio dos principais marketplaces (B2W, Mercado Livre, Carrefour, Amazon, Via Varejo e Magalu).

São quatro estratégias de marketing que não podem ficar de fora para um e-commerce deslanchar.

São elas:

Marketing Logístico

Tudo o que o consumidor deseja é receber em casa os produtos comprados dentro do prazo prometido.

Quando todo o processo é transparente — da separação e embalagem até o rastreamento do produto em tempo real, uma relação de confiança e satisfação é estabelecida.

“Ninguém esquece a sensação de ser respeitado em todo o processo de compra, nem surpreendido com uma entrega ágil e sem imprevistos”.

Os serviços têm tanta relevância quanto os próprios produtos; por isso, oferecer uma boa experiência ao cliente é o maior diferencial de um comércio eletrônico.

“Muito mais do que a entrega, o processo logístico lida com necessidades e expectativas”, acredita.

Marketing Digital

O conceito pode até parecer simples, mas marketing digital dentro do e-commerce é um assunto extenso e que demanda conhecimento e dedicação.

Ele significa entregar o conteúdo certo, para a pessoa certa e na hora certa.

“Existem 134 milhões de brasileiros conectados à internet atualmente. Como encontrar seu consumidor em meio a uma multidão desta grandeza? É aí que entra a estratégia de marketing digital”.

Existem muitas estratégias de marketing digital que podem ser adotadas no segmento de e-commerce, como SEO, Inbound Marketing, e-mail marketing e redes sociais.

“Hoje, este tipo de iniciativa é uma regra para que o seu negócio tenha relevância”, acredita.

Marketing de Relacionamento

São as ações voltadas para manter o público fiel e em constante relacionamento com sua empresa.

“Por meio deste relacionamento próximo com seus clientes, você terá feedbacks constantes sobre seus produtos e serviços, o que permitirá sua melhoria contínua”.

Outra vantagem do marketing de relacionamento é que, por meio dele, seus clientes tornam-se defensores da sua marca, trazendo novos clientes por meio do
chamado “marketing boca a boca”.

Para iniciar um programa de marketing de relacionamento, é preciso contar com um banco de dados atualizado com as informações de seus clientes mais importantes e que não podem deixar de participar do seu programa de relacionamento.

Com os dados atualizados, é possível verificar os clientes que fazem compras frequentes e priorizá-los nos lançamentos, ofertas, etc.

“Você pode, por exemplo, criar benefícios para os clientes mais engajados ou até mesmo um sistema de pontuação que proporcione alguma vantagem”.

Marketing de Perfomance

Trata-se do marketing baseado em desempenho, no qual suas ações são 100% mensuráveis.

Por exemplo, para um e-commerce, o marketing de performance está relacionado a indicadores de vendas.

“Mas ele não considera apenas o que seria o principal indicador de um negócio. Todas as ações são construídas com foco nos resultados que devem gerar, por isso diferentes métricas e KPIs são acompanhados”.

No caso do e-commerce, os indicadores de vendas são os indicadores finais.

Porém, outros números também são relevantes, como cliques em anúncios, taxa de conversão de leads, custo por lead (CPL), custo por aquisição (CPA).

“No marketing de performance, todas as campanhas criadas e ações desenvolvidas devem ser rastreadas para que seja possível tomar uma decisão mais assertiva sobre o negócio”.

Entre os benefícios da execução de campanhas de marketing de desempenho, estão a rastreabilidade, baixo risco e ROI alto, consequência de um planejamento voltado ao desempenho.

Alguns canais mais adequados: Google Adwords e demais ações de CPC Ads, anúncio em redes sociais, Native Ads, marketing de afiliados, presença em redes sociais, e-mail marketing, SEO, etc.

Como divulgar um canal do YouTube? 6 dicas de sucesso!

Definir como divulgar um canal do YouTube requer estratégias de marketing cada vez mais elaboradas, já que a rede social cresceu e se tornou um campo de batalha para as marcas.

O YouTube está expulsando as pessoas da sala e se tonando a principal fonte de consumo de conteúdo na vida dos brasileiros! Segundo a análise do YouTube Insights 2018, em 4 anos o consumo de vídeo cresceu 135%.

Por esse motivo, a rede é uma das principais ferramentas de comunicação disponíveis para empresas. Se você já faz parte do grupo de vencedores, que fazem conteúdos para essa rede social, venha aprender neste post como divulgar seu canal do YouTube!

Como divulgar um canal do YouTube? 6 dicas de sucesso!
Ter resultados com uma estratégia de vídeo marketing, seja ela no YouTube ou em outro canal, requer, em primeiro lugar, um profundo conhecimento do interlocutor.

Feito isso, é hora de colocar em prática as dicas que te daremos abaixo.

1- Crie conteúdo relevante para o seu público
A frase é batida, mas vale reforçar: o conteúdo é rei! Sem qualidade nos vídeos, não adianta correr atrás do público.

E, quando falamos em qualidade, não estamos dizendo que você precisa armar um estúdio de Hollywood na sua casa. Muitas vezes, os vídeos mais simples são os que têm maior sucesso, simplesmente porque são autênticos, oferecem conteúdo relevante e agregam valor à vida das pessoas.

É nisso que você deve focar,antes de qualquer estratégia de divulgação!

Conteúdo de qualidade atrai o interesse do público, gera engajamento dos usuários, e o melhor: faz com que eles compartilhem o vídeo com as suas redes.

E, assim, acontece uma divulgação espontânea, sem que você precise investir um centavo com mídia paga.

2- Faça SEO para YouTube

A divulgação espontânea é um prêmio! Uma das recompensas pela produção de conteúdo de qualidade. Mas não dá para depender só dela, ok? Você pode e deve procurar outros meios para divulgar o seu canal.

Sabe qual é o melhor lugar para divulgar os seus vídeos do YouTube? O próprio YouTube! Por lá, estão reunidas todas as pessoas que gostam de consumir conteúdos em vídeo. E é para elas que você deve aparecer.

Então, é preciso adotar o SEO para YouTube. Estratégia de otimização de vídeos, que faz com que eles apareçam bem posicionados nas buscas dos usuários. Isso pode acontecer no YouTube e no Google, que também traz vídeos nos resultados. Veja como colocar em prática:

Utilize palavras-chave no título – preferencialmente à esquerda – na descrição e no nome do arquivo (ex.: palavra-chave.mp4);

Incentive o público a comentar e avaliar o vídeo positivamente (vídeos com mais interações ganham melhor posicionamento);

Publique com alta qualidade de som e imagem;

Utilize as tags mais relevantes para identificar os temas principais do vídeo.

3- Otimize seu perfil e canal do YouTube

Além das ações de SEO, que mencionamos acima, também é importante cuidar do seu perfil. Lembra aquela expressão: “a primeira impressão é a que fica”?

Então, você deve cuidar da sua aparência para causar uma boa impressão aos usuários. Quando tudo está bonitinho e bem cuidado, você transmite confiança e profissionalismo.

Para isso, escolha uma boa foto de perfil. Não precisa ser necessariamente o seu logo, mas algo que represente a sua marca. Além disso, crie miniaturas atrativas para os vídeos, elas aparecem nos resultados da busca e são decisivas para o usuário clicar ou não no seu vídeo.

Escreva uma boa descrição para o canal e para os vídeos, com informações claras, chamadas para ação, hashtags que marquem o conteúdo e, sempre que possível, com um toque de criatividade.

4- Divulgue em outros canais da marca

Para divulgar um canal do YouTube, também é necessário olhar para fora dele. Quais outras redes sociais, da sua marca, podem ajudar a aumentar a visibilidade dos seus vídeos?

Aproveite os seus perfis no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e Pinterest para divulgar e interagir com os seguidores.

Além das redes sociais, outros canais podem ser explorados. O e-mail marketing pode ser aproveitado para enviar vídeos, e educar os leads no fluxo de nutrição.

No blog, os vídeos podem ser empregados para enriquecer os textos. No próprio site, da marca, eles podem servir como argumento de vendas, ao demonstrarem benefícios do produto, por exemplo.

Enfim, pense sempre nessa integração para fortalecer e divulgar o seu canal do YouTube!

5- Faça transmissões ao vivo

Fazer transmissões ao vivo também é uma boa dica de como divulgar um canal do YouTube, sabia?

Segundo dados do Think With Google, canais que fazem lives, pelo menos uma vez por semana, podem alcançar um crescimento de 40% de novos inscritos e 70% do tempo de exibição.

Portanto, invista nesse formato para engajar mais pessoas!

Se você trabalha em uma empresa, ou presta serviço para uma, mostre os bastidores do negócio. Se está patrocinando um evento, transmita as palestras, shows e entrevistas com os participantes.

Se for visitar um local que o seu público quer conhecer, faça uma transmissão para atrair os curiosos. Se você domina algum assunto e quer educar o seu público, faça webinars ao vivo.

As possibilidades são inúmeras! E, acredite, sempre vai ter uma alinhada ao seu tipo de negócio ou área de atuação.

6-Invista em parcerias com outros canais

Assim como você, existem vários outros canais no YouTube buscando seu lugar ao sol. Então, por que não unir forças para alcançar mais pessoas?

Essa é a ideia! Faça parcerias com influenciadores ou marcas no YouTube. Procure canais ou blogs que tenham a ver com o seu negócio e proponha parcerias.

Que tal sugerir um vídeo do seu canal para complementar um conteúdo do blog do parceiro? E, em troca, se dispor a embedar também um artigo dele no seu blog?

Outra ideia é fazer co-criação do conteúdo. Um pode entrevistar o outro, no seu canal, ou vocês podem dar uma aula ao vivo juntos, por exemplo. Assim, o público do parceiro vai conhecer o seu canal no YouTube, e você terá um maior alcance.

Estratégias de marketing digital simples e fáceis para empresas iniciantes

A falta de experiência com marketing digital não precisa ser uma desculpa para não adotar estas estratégias de marketing digital

O cenário do marketing digital é muito favorável para micro e pequenas empresas. Isso porque, até para quem não estava familiarizado com estratégias de marketing e propaganda, agora pode utilizar dos meios online para alavancar a empresa. Dessa maneira, ganha-se terreno digital atrás de novos clientes, institui-se um público-alvo e a aplicação de estratégia para transformá-los em leads (ou fãs, por melhor dizer).

Por isso, o marketing digital tornou-se tão importante e um expoente no mercado atual. O marketing convencional ainda carrega seu espaço, mas este nunca foi ocupado pelas pequenas empresas, que naufragavam em um mar de possibilidades e apenas sustentavam-se pelo boca a boca ou ainda panfletos ou anúncios pelo bairro.

Contudo, as micro e pequenas empresas surfam pela web, adotando estratégias que podem impulsionar os Negócios, angariar novos clientes e ainda consolidar a marca popularmente. Apesar de o meio online ainda ser uma novidade para muita gente, há inúmeras estratégias digitais que podem ser implementadas por quem ainda é um iniciante no marketing digital.

Dicas de estratégias simples no marketing digital
É preciso ser objetivo e saber por onde caminhar. O marketing digital não é um bicho de sete cabeças, mas exige dedicação, empenho e disciplina para aplicar. Afinal, o assunto é propaganda/marketing, portanto é preciso ordenar o que adotar, quando adotar e os motivos para adotar tal estratégia. Foram separadas, assim, algumas estratégias de marketing digital para negócios que desejam começar a divulgar sua empresa online.

Desenvolver a história da marca

Quando as pessoas gastam dinheiro, estão pensando sobre os aspectos racionais e emocionais do cérebro. A estrutura de marketing mais eficaz é atraente para ambos. Contar histórias (storytelling) é uma das ferramentas mais poderosas que as empresas podem usar para se conectar com os clientes.

Storytelling é uma técnica poderosa para fortalecer os relacionamentos interpessoais.

Este é um conceito antigo que aproxima as pessoas e as mantém engajadas. Uma boa história dará uma voz forte às pequenas empresas. É por isso que a empresa deve dedicar algum tempo ao desenvolvimento completo do método de contar histórias.

Produzir conteúdo diário

O primeiro passo para atrair clientes é produzir conteúdo que gere valor aos usuários.

Além de posicionar muito bem a empresa em mecanismos de busca como o Google, isso também atrairá visitantes ao site. O marketing de conteúdo é um método que envolve atrair público-alvo por meio de conteúdo relevante que desperte o interesse das pessoas, aumentando assim as chances de atrair clientes e clientes potenciais. Essa estratégia é muito valiosa para a empresa porque pode considerar diretamente os canais de vendas.

O processo consiste em três etapas principais:

Topo do funil: quando essa pessoa encontra um problema a ser resolvido.

Meio do funil: nesta fase, a pessoa começa a procurar possíveis soluções para este problema.

Fundo do funil: finalmente ela encontrou uma empresa cujo produto ou serviço poderia trazer a solução que ela procurava.

Atenção aos resultados

Acompanhar os resultados das campanhas que se usa dará uma visão sobre o comportamento futuro.

Por exemplo, você saberá se deve continuar usando uma estratégia ou se deve mudar o método.

Dessa forma, criam-se estratégias pontuais, que podem ser utilizadas em redes sociais, blogs, sites ou ainda através de aplicativos de conversação em alguns casos. No fim, são ferramentas já utilizadas no dia a dia que familiarizam a pequena ou microempresa com o marketing digital.

As quatro maiores tendências de marketing digital para 2021

Entre as diversas consequências decorrentes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que está prestes a completar um ano no Brasil, o fortalecimento do marketing digital foi notável. Isolamento social, trabalho remoto e o maior tempo que as pessoas passam dentro de casa, desde então, ajudam a explicar a necessidade de soluções digitais.

Neste contexto, a carreira digital recebe destaque. Levantamento apresentado pelo LinkedIn, em 8 de janeiro, apontou 15 setores do mercado que cresceram de abril a outubro do ano passado. Entre eles estão profissionais de tecnologia, especialistas em e-commerce, profissionais autônomos de conteúdo e marketing digital, bem como redatores, jornalistas e voltados à área de sucesso do cliente, com atendimento e experiência do consumidor.

Sobretudo o profissional de marketing digital deve estar atento às tendências, novidades e recursos que surgem, bem como buscar a especialização no uso de ferramentas já disponíveis. Somente assim será capaz de aproveitar esta alta no mercado e todas as oportunidades de trabalho, além de enriquecer o portfólio com projetos de impacto. A seguir, quatro tendências que podem impactar em 2021.

1 – Confiança acima de tudo

Segundo pesquisa realizada pela Deloitte, 25% dos respondentes deixaram de comprar de empresas que agiram em favor próprio durante a pandemia. Dois exemplos disso foram a falta de cumprimento de prazos e pedidos incorretos. Situações que causam frustração ao cliente e demonstram descaso ou, no mínimo, um erro logístico da empresa.

A questão é: em um cenário com concorrência quase infinita, quais as chances de o consumidor arriscar a segunda compra após uma experiência negativa? Poucas. Por isso, as empresas não podem mais errar na entrega do mínimo esperado.

2 – Chatbot e a “revolução” na comunicação

Os chatbots já provaram seu valor e utilidade no ano passado e, segundo análise do Business Insider Intelligence de 2020, o segmento deve crescer cerca de 30% ao ano entre 2020 e 2026.

Com conversas cada vez mais naturais e robôs que aprendem a cada interação com humanos, o recurso pode ser bem aproveitado por empresas e auxiliar nas seguintes tarefas:

  • resolver questões simples, poupando a equipe de atendimento ao cliente;
  • gerar leads de qualidade com uma experiência agradável;
  • coletar dados valiosos de usuários que podem ser analisados em favor do negócio;
  • aumentar a eficiência da empresa, uma vez que funcionam 24h por dia, sem necessidade de intervenção humana;
  • economia de custos a longo prazo.

3 – Marketing dentro da empresa

Pelo custo, qualidade, agilidade e outros fatores, a decisão de ter a equipe de marketing dedicada dentro da empresa caminha para a unanimidade. Isso porque antigamente as agências eram conhecidas por ter grandes profissionais criativos e especialistas, porém hoje essas carreiras já existem dentro das empresas.

Outros fatores importantes para essa mudança de mentalidade foram a própria crise decorrente da pandemia, que forçou a redução de custos, o acesso facilitado a conhecimentos que antes chegavam apenas a alguns profissionais, e as melhorias no setor de pessoas, que transformam empresas consolidadas em locais agradáveis para trabalhar, o que atrai os grandes talentos.

Isso não significa o fim das agências, mas, sim, a necessidade de especialização. Quanto maior a autoridade da agência em determinado nicho, mais importante e requisitada ela se tornará no mercado.

4 – O poder das mídias sociais para vendas

Os grandes players como o Facebook, Instagram e Pinterest já não são apenas mídias sociais há algum tempo. Entre tantas funcionalidades, eles também são importantes canais de vendas on-line. A novidade é o investimento destas plataformas no aperfeiçoamento dos recursos de social commerce no futuro.

Esse movimento abre portas para o estudo das plataformas a partir de um novo ponto de vista. Isso, por sua vez, requer a busca constante por conhecimento a respeito de tais mudanças.

Como fazer marketing digital em redes sociais “alternativas” e impulsionar a empresa

O marketing digital jamais pode se restringir apenas ao Instagram ou ao Facebook como redes sociais para atrair público e, consequentemente, venda. É preciso sempre pensar fora da caixa e adotar novos meios de comunicação para contatar o público, apresentar o produto/serviço e assim conquistar uma maior parcela de público.

Dessa maneira, novas redes têm surgido, garantindo um público nichado, capaz de ser aquele potencial cliente ideal para sua empresa. Afinal, no marketing digital tudo parte, primeiro, de conhecer, logo depois em explorar e, por fim, de testar.

Ingressar na nova rede e desbravar novos caminhos para encontrar novos públicos –ou até mesmo o público que não se estava conseguindo encontrar nas redes sociais convencionais.

Como então explorar novas redes? Buscando-as e entendendo também seu público, bem como a forma de como atingi-los com conteúdo de qualidade e contato constante com os usuários

Dicas de redes sociais ‘alternativas’ para marketing digital
Atualmente o Instagram e o Facebook dominam todas as estratégias digitais do mercado de social media. Entretanto, outras redes existem, devem ser usadas por específicos nichos e podem ser importantíssimas para o desdobramento de uma estratégia de marketing digital consolidada com forte presença no meio online.

A nova febre chamada TikTok

O TikTok é a febre do momento. Desde que a pandemia se instalou no Brasil, o TikTok se faz ainda mais presente. Não obstante, ele começou a fazer parte das estratégias de marketing digital de microempresas e até mesmo grandes corporações. O sistema de algoritmo e do chamado “For You” permite atingir um grande número de usuários que consomem conteúdo referente e similar a de uma marca.

Dessa forma, a própria rede social acaba entregando o conteúdo a mais pessoas para que elas conheçam conteúdo similar ao que se está sendo consumido no momento. O algoritmo apoia pequenos criadores e ajuda a tornar bons vídeos virais.

O poder da Twitch para interagir

As lives se tornaram muito consumidas nos últimos meses. É uma maneira de conversar com a audiência e trazê-la para perto.

Com um ótimo sistema de controle, apresentação no chat e geração de relatórios, a Twitch é uma boa plataforma para arrecadar um público-alvo que busca diálogo e soluções rápidas para problemas objetivos.

Portanto, a Twitch pode ser utilizada, sobretudo, para marketing de influência, gerando parcerias e acordos para a apresentação de um determinado produto ou serviço ao vivo para centenas ou até milhares de pessoas.

Utilizar YouTube para atingir mais pessoas

O YouTube tem um ótimo sistema de SEO (Search Engine Optimization) para entregar conteúdo específico para quem busca por ele. Por isso, através de um texto chamativo e de uma imagem de capa (thumbnail) de qualidade, mais pessoas podem ser facilmente atraídas pelo conteúdo criado através de uma boa alocação de palavras-chave, sendo, inclusive, muito útil para remarketing.

Portanto, restringir-se apenas a Instagram e Facebook pode fechar as portas para novas oportunidades, novos caminhos, novos caminhos e, consequentemente, para futuras vendas.

O futuro do marketing digital na era pós-Covid

Chegou a hora de apostar na publicidade e no marketing como ferramentas estratégicas na hora de posicionar sua marca.
Oano de 2020, sem dúvida, foi marcado por ambiguidades. Foram diversas dificuldades e, ao mesmo tempo, oportunidades em diversos setores, uma vez que a inovação foi a principal saída para driblar a crise causada pela pandemia da Covid-19. Foram muitas transformações (forçadas!) que acabaram abrindo os olhos dos empreendedores para uma questão fundamental: o cliente é a peça-chave do seu negócio e você precisa mantê-lo por perto.

Com isso, a importância de apostar na publicidade e no marketing como ferramentas estratégicas na hora de disseminar sua marca, alcançar o seu concorrente e fidelizar os seus clientes ficou ainda mais evidente. Nesse cenário, uma das grandes apostas foi o marketing digital, com a utilização das redes sociais, técnicas de SEO, entre outras ferramentas que auxiliam as empresas a se comunicarem melhor e entregar valor aos consumidores.

Segundo a Pesquisa Maturidade do Marketing Digital e Vendas no Brasil, desenvolvida por meio de uma parceria entre a Resultados Digitais, Mundo do Marketing, Rock Content e Vendas B2B, 94% dos respondentes já adotam o Marketing Digital como estratégia de crescimento. Porém, 95% dos participantes acredita que suas estratégias podem melhorar – 32% deles não as consideram eficientes e 63% veem eficiência, mas também necessidade de evoluir.

Com 2021 começando agora, é a chance para pensar em um planejamento bem assertivo de marketing digital focado em alcançar resultados incríveis durante os próximos meses. Mas afinal, qual é o primeiro passo? Qual é a melhor estratégia para o meu negócio, anúncios online ou inbound? Apostar em SEO ou tentar outra ferramenta?

Antes de definir quais ferramentas digitais você pode utilizar, é imprescindível definir quem é o seu público-alvo (gênero, idade, localização etc.) e, a partir disso, você conseguirá escolher qual rede social atende melhor o perfil que você quer atingir. O mesmo funciona para outras ferramentas online, como blog, e-mail marketing, entre outros. Cada uma dessas soluções atinge um determinado grupo, vale entender se o consumidor com o qual você deseja se relacionar utiliza esses mecanismos.

Um plano de marketing digital bem elaborado, sem dúvidas, coloca você a frente da concorrência, permitindo ainda a mensuração de resultados de uma forma muito mais rápida e objetiva. Então, que tal aproveitar essa onda e surfar nela de forma positiva? O ano de 2021 promete ser um divisor de águas no mercado, independente do segmento, e só os fortes sobreviverão.

5 dicas para você criar um perfil de sucesso no Instagram

O Instagram é um verdadeiro sucesso, né? É lá na rede social onde podemos publicar fotos, fazer os famosos stories (publicações temporárias), assistir lives, usar filtros e compartilhar momentos com os amigos e criadores de conteúdo.

Nesses últimos tempos, muitos artistas e influenciadores tem usado a rede social como principal forma de manter contato com os fãs e assim acabam ficando bem populares no Instagram. Mas ter um perfil de destaque, não é exatamente uma tarefa fácil. Ainda mais com tanta gente talentosa.

Por isso, hoje eu vim dar algumas dicas que podem ajudar você a criar um perfil de destaque no Instagram.

  1. Coloque suas melhores fotos no perfil

Gente, os perfis mais famosos do Instagram sempre colocam no ar suas fotos com mais nitidez, bem editadas e as que melhor fazem sentido com o feed (histórico de publicações) como um todo. É que normalmente, esses perfis têm uma temática específica.

Por exemplo, perfis de fotografia, maquiagem, criadores de conteúdo, design gráfico, tatuagem, música. Eles fazem publicações que são consistentes e atraem o interesse das pessoas para aquele tipo de conteúdo.

  1. Interaja com seus seguidores

Outra dica, é criar um bom relacionamento com seus seguidores. Sabe, responder comentários, fazer Stories com enquetes e até mesmo durante lives. Tudo isso ajuda a ter um relacionamento legal com quem está te seguindo, além de demonstrar mais atividade e carisma, viu?

  1. Publique Stories diários

Todo mundo que usa o Instagram acaba dando uma passadinha pelos Stories, né? Afinal eles são histórias curtinhas e tem bastante gente que é criativa nos Stories. Então às vezes compartilhar uma ideia, mostrar uma música que gostou ou até mesmo gravar um vídeo conversando com seus seguidores. Também é uma ótima forma de dar mais destaque para seu perfil.

  1. Divulgue suas publicações nos Stories

Outra coisa que perfis populares fazem com frequência, é anunciar suas novas publicações da linha do tempo nos Stories. Normalmente, eles fazem até mesmo um certo suspense, né? Você coloca a tag “#NewPost” (novo post, em português) e cobre um pouco da publicação para que as pessoas fiquem curiosas em saber o que foi que você publicou.

  1. Use hashtags

E já que mencionamos as tags ou hashtags, elas também são muito importantes nas redes sociais, sabia? A hashtag é a palavra-chave pela qual as pessoas podem encontrar sua publicação. Funciona da seguinte maneira. Quando você coloca uma “#hashtag” na sua publicação do Instagram, ela aparece em diversas pesquisas relacionadas com aquela palavra. O que pode ser de grande ajuda para que novas pessoas conheçam seu perfil.

Pronto! Agora você conhece algumas dicas que podem te ajudar a ter um perfil de sucesso no Instagram.